Conceitos e abordagens sobre drogas e prevenção


O tema drogas na escola é amplamente refletido na comunidade escolar, como parte capacitações em relação ao tema faço aqui uma sugestão para reflexão:

- 4 vídeos educativos  + um questionário com fim de verificar a problemática na escola.
Os vídeos fazem parte de um programa de prevenção para as escolas públicas.


Assista ao vídeo 5 – Quem diria...
Este vídeo questiona o que é realmente droga, se há drogas lícitas e ilícitas e quais efeitos provocam em nosso organismo.
Nem tudo é droga, mas há muita coisa por aí que é droga e as pessoas nem sabem que são: o cigarro, o cafezinho, a cerveja...

Resumo do vídeo – Quem diria...
Na sala dos professores, estes conversam sobre dietas, sobre remédio para emagrecer, cigarro, doces, cafezinho, cerveja. Em tom de humor, o diálogo evolui e percebem que, muitas vezes, usam drogas sem se dar conta.
Enquanto isso, no pátio da escola, dois estudantes conversam sobre os atrativos proporcionados pelas drogas.
Nessa conversa, acabam avaliando prazeres e riscos trazidos pelas drogas ilícitas. O estudante que não fazia uso de drogas é convincente em sua argumentação com o colega sobre a possibilidade do lazer sem drogas.
--------------------------------
Aproveite este momento e, com seu grupo, discuta as questões a seguir:
ƒ Por que muitas pessoas recorrem ao uso de drogas?
ƒ Será que as drogas são sempre ruins?
ƒ Será que uma droga pode fazer bem à saúde?
ƒ Você conhece situações em que o uso de determinadas drogas pode ser adequado?
ƒ O que faz as drogas serem nocivas à saúde?

---------------------------------------------------


acesse pelo link: http://educadores.senad.gov.br/curso/mod/page/view.php?id=897


Assista ao vídeo 6 – Fogo na escola

Trata da importância de considerar os diferentes níveis de envolvimento do usuário com as drogas, ou seja, os níveis de consumo, e também da importância de analisarmos as diversas variáveis que formam o contexto em que o uso de drogas se faz presente.

-----------------
Resumo do vídeo – Fogo na escola

No aniversário de uma colega, Nico leva bebida alcoólica para a escola numa garrafa de refrigerante. Ele bebe e passa mal, é socorrido por colegas e por um funcionário, que o carrega nos braços para ser levado a um hospital. A escola se mobiliza para resolver essa emergência. Nesse contexto, observa-se a visão preconceituosa de uma colega que não se surpreende com o fato, justificando que Nico é filho de um alcoolista. Os  demais colegas contestam a falta de respeito e cobram uma postura mais humana dessa colega.
Entre os professores, o incidente com um aluno embriagado promove reflexões e dúvidas sobre a gravidade de seu envolvimento com álcool: será que Nico tem bebido com frequência? Está passando por alguma crise?
O evento serve para ampliar a conscientização dos educadores sobre os padrões de consumo de drogas pelos alunos da escola como um todo.
Esses dados levam a escola a analisar o episódio, para oferecer ao aluno a ajuda necessária.
É importante identificar o grau de envolvimento do adolescente com as drogas, a fim de se avaliar o tipo de consumo (uso, abuso, dependência) e as situações de risco relativas ao contexto em que ocorre.
-----------------------------
Aproveite este momento e, com seu grupo, discuta as questões a seguir:
ƒ De que maneira um professor deve agir ao tomar conhecimento de que seu aluno faz uso de drogas?
ƒ Como sua escola tem abordado alunos que trazem drogas para a escola?



 acesse pelo link: http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=EUrRkuw3uaQ


Assista ao vídeo 7 – Quando falta calor...

Comece esta unidade assistindo ao vídeo 7, que retrata como o consumo de drogas de algum membro da família afeta todas as pessoas que fazem parte do sistema familiar.
Entre as drogas consumidas no nosso país, a que mais danos sociais tem causado é o álcool. Em continuidade ao programa de estudos sobre Prevenção do Uso de Drogas, vamos conhecer dados estatísticos que mostram que o consumo de drogas lícitas é significativamente maior do que o das demais.

-----------------------
Resumo do vídeo – Quando falta calor...
Destaca-se, no enredo do vídeo, a situação pela qual Pedro passava: o pai do estudante embriagava-se e discutia com a esposa. Um dia, o estudante chamou a polícia e o pai foi preso por ter espancado a mãe. A partir disso, a mãe caiu em depressão e ocorreu a sua demissão do emprego. Ela passou a culpar o filho por todos os problemas da família. O estudante se ressentiu, e o rendimento na escola foi prejudicado. Nesse enredo de tantos prejuízos pela condição familiar do estudante, fica destacado o contexto da frequência do alcoolismo nas famílias brasileiras e a importância do trabalho preventivo que também possa incluir a família.
Nesse episódio é possível verificar o quanto o consumo abusivo de álcool pelo pai trouxe transtornos tanto para a família quanto para o aluno na sua vida escolar.
O rendimento escolar é consequência de vários fatores e os profissionais de educação devem estar atentos e investigar o desempenho do aluno. Isso é bem demonstrado no vídeo, que trata sobre o apoio que a escola deve dar ao estudante.

---------------------------------------
O vídeo de hoje chama-se Quando falta calor. O que esse título lhe sugere? Discuta com seus colegas as seguintes questões:
ƒ A escola tem conhecimento de quais são as drogas mais consumidas na comunidade em que ela está inserida?
ƒ Será que esses são os únicos indícios nos quais a escola deve se apoiar para prever possíveis situações de risco?
ƒ Que tipo de atividades sistemáticas sua escola poderia propor para identificar precocemente as situações de risco para o consumo de drogas entre os estudantes?



acesse  pelo link: http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=zWjQVHAZhMo

-------------------------------

Assista ao vídeo 8 – Qual é a boa?

O  vídeo 8  ilustra a importância do adolescente se sentir pertencente a um grupo de referência. É esse sentimento que faz o jovem buscar as redes sociais: a família, a escola, os amigos e a comunidade.
No entanto, essas redes podem funcionar como fatores de proteção ou como fatores de risco para o uso de drogas, dependendo do contexto, da natureza e da qualidade dessas relações no momento de vida específico do adolescente.

Resumo do vídeo – Qual é a boa?
Vimos, nesse episódio, que o personagem Marcílio, devido à necessidade de ser aceito por seus novos colegas e sentindo falta de amigos na nova cidade, ficou exposto e vulnerável ao consumo de drogas. Vimos também que, apesar de não gostar de beber, ficou mobilizado pelo convite de curtir uma cerveja em um contexto de sedução exercido por Suzane e pela possibilidade de conhecer as amigas dela.
Ao mesmo tempo, ficou interessado pelo convite do colega para experimentar maconha e, sobretudo, para se enturmar com a galera. Nesse momento, aparece uma terceira alternativa: sua mãe vem convidá-lo para um passeio em companhia de Mainá – outra nova
colega. Para a decepção de Suzane e Nonato, Marcílio optou pelo programa com a família que, por sua vez, soube como oportunizar sua inserção na nova cidade ao convidar Mainá para sair com eles.
Observe, neste vídeo, a banalização do consumo de cerveja e até de caipirinha pelas garotas. Suzane justifica seu hábito de beber, pois esse, infelizmente, também é banalizado em seu contexto familiar e social. Fica colocado, ainda, o quanto a inocente busca por uma turma pode trazer risco de envolvimento com drogas, tanto lícitas como ilícitas, e como este envolvimento, frequentemente, funciona como fator facilitador para pertencer a um grupo.
Chamamos a atenção dos educadores para essa questão porque não existe consumo de drogas por adolescentes sem que haja potencial de risco.
O vídeo mostra que a melhor estratégia de prevenção é conhecer e reconhecer as redes sociais dos adolescentes, estimulando as que são benéficas. Isso significa potencializar as redes que deem ao adolescente a sensação de acolhimento de que ele tanto necessita para se desenvolver de forma saudável.
--------------------
Aproveite este momento e discuta com seus colegas:
ƒ Como você avalia a situação de Marcílio diante do convite dos colegas?
ƒ O que funcionou como fator de proteção na rede social de que Marcílio faz parte?
ƒ Quais os pontos dessa rede que funcionaram como fatores de risco?
 ---


Acesse o vídeo pelo link: http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=KMGn4A5SiX4
------




---https://docs.google.com/spreadsheet/viewform?formkey=dGZzdFhSVlJYeDh2OVUxbmRiUktFdkE6MQ

Um comentário:

Anônimo disse...

Gostei do teste, bem básico,quero receber testes assim,para trabalhar co meus alunos.
Marlucia Rodrigues Ferreira

Pesquisar este blog